Segunda-feira 16 de Outubro de 2017

Dia 04 de março de 2017 às 19:30 posse do neo acadêmico poeta e professor, Francisco de Assis Sousa

CADEIRA 04

Postado por: Vilebaldo Nogueira Rocha em 26/02/2014 as 20:55:55
CADEIRA 04

Patrono: Justino Rodrigues da Luz

Ocupante atual: Francisco das Chagas de Sousa

 

 

 

Francisco das Chagas de Sousa, nasceu no dia 08 de abril de 1968, na localidade Estribaria, município de Picos. filho de Jovelino Gomes de Sousa e Maria do Socorro de Sousa, teve uma infância humilde, começou a trabalhar aos 6 anos. Aos 07, entrou em uma escola pública (U.E. Francisco Santos), passando ainda pelas escolas estaduais: Petrônio Portela, Justino Luz II, Marcos Parente e Vidal de Freitas, onde concluiu o Ginásio. Em 1984 matricula-se na Escola Técnica Estadual Petrônio Portela, no curso de Habilitação Técnica em Edificações e por insistência dos colegas fez a matrícula na Unidade Escolar São Francisco, onde cursou até o 2º ano científico, por falta de condições financeira, transfere-se para a Escola Estadual Marcos Parente do 2º grau, onde concluiu o curso Preparação para o Trabalho, correspondente ao Científico, em 1986. Como estudava paralelamente no Premen - Escola Técnica Estadual Petrônio Portela, em 1987, concluiu o curso de Habilitação Técnica em Edificações.

Em 1986, Chaguinha ingressou no Grupo Mutirão Arte e Cultura, grupo criado com o objetivo de proporcionar e desenvolver a cultura de Picos. E foi através dele, que conquistou o seu espaço na cultura picoense e o ingresso na ALERP, quando da realização do I Encontro de Cultura de Picos, sendo o mais novo imortal, com apenas 21 anos, ficando na história da entidade como membro fundador, ocorrido em 22 de Outubro de 1989.

Depois de concluído o 2º grau, conseguiu seu primeiro emprego em empresa, como chefe de circulação do Jornal de Picos em janeiro de 1987 e ficou até junho do mesmo ano. Ainda em junho de 1987 participou do Congresso Nacional dos Estudantes Secundaristas na U.N.B (Universidade Nacional de Brasília). Antes de ter seu primeiro emprego oficial, atuou como vendedor ambulante de Picolé de Zé do alho, camelô em várias bancas de feira e bodegueiro. Foi casado com a professora Jane Bezerra com quem teve duas filhas: Indira Gandhi e Olga Ariadne.

Em agosto de 1987, ingressou por meio de aprovação no vestibular, na Faculdade de Formação de Professores de Araripina, no curso de Letras, concluindo-o em Dezembro de 1990, recebendo o titulo de graduação em Letras com habilitação em Português/Inglês e Literatura. Francisco das Chagas de Sousa fez várias especializações, sendo pós-graduado em Metodologia do Ensino Superior pela AEDA - Autarquia Educacional do Araripe, 1991; Língua portuguesa com aproveitamento em lingüística de texto pela UFRJ, 2000; Lingüística pela UFPI - Picos - PI, 2004 e Direito Processual pela UFPI/IEL.

Em 1999, ingressa da Universidade Estadual do Piauí - UESPI como portador de Diploma no curso de Direito, concluindo-o em 2003.

Durante sua formação Acadêmica, participou de vários seminários de literatura, marketing e áreas afins, além de promover outros, tendo realizado o III, IV e V Seminário de Literatura Piauiense e o I e o II Seminário de Literatura Picoense, reunindo os maiores nomes da Literatura do Piauí. Além do Seminário de estudos Jurídicos de Picos, quando presidente do Centro Acadêmico Coelho Rodrigures.

O Acadêmico Francisco das Chagas de Sousa (Chaguinha) também pertence a AMIPI (Associação dos Micros e Pequenos Empresários da Região de Picos como membro efetivo e atual secretário pela 3ª vez, tendo sido presidente, pertence ao comitê sesquicentenário Castro Alves, à ALERP,  membro fundador e eleito presidente para o seu 4º. mandato, à União Brasileira dos Escritores do Piauí - UBE-PI e ao Rotary Club de Picos, tendo sido presidente da entidade e Governador Assistente do distrito 4490. Presidiu o Centro Acadêmico de Direito "Coelho Rodrigues".

Já recebeu várias homenagens e promoveu diversos eventos. Dentre as homenagens recebidas foi agraciado em 1994 com o título de cidadão padremarcoense, em 1997, com o título de cidadão itainopolense, amigo do 3º BEC (duas vezes), colaborador da 26ª CSM, Amigo do 4º. BPM, Amigo da Polícia Militar do Piauí, Amigo do Doente Renal, Amigo da Academia e Amigo do Rotary Club. Chaguinha coordenou o 1º ciclo de debates jurídicos de Picos, Mini-cursos de Direito Constitucional e sobre Decom e Lei de Responsabilidade Fiscal e Improbidade Administrativa e o IV SEJUP - 2002, a 1ª caminhada pela Paz Mundial em 16 de janeiro de 2003 e o 1º Encontro de rotarianos e 2º Fórum de discussões rotárias.

Chaguinha trabalhou como professor de literatura brasileira na Escola Normal Pe. Djalma Rodrigues - Itainópolis, professor de inglês instrumental, Direito Administrativo, Direito Comercial e Legislação Social dos cursos de Ciências Contábeis e Administração e Direito Administrativo, Direito Financeiro e Portugues Jurídico do Curso de Direito na UESPI, Professor de Práticas de Ensino, Introdução à Lingüística. Expressões Folclóricas, Português Monográfico e Introdução à Literatura Portuguesa  da UFPI - Campus de Picos, foi Secretário Chefe da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Picos, bem como respondeu pela secretaria de cultura (interinamente), chefe de circulação do Jornal de Picos, Editor do jornal O Guaribas, gerente de sucursal do jornal O Dia e gerente de sucursal do Diário do Povo, em Picos,         

Seus trabalhos literários publicados são vastos, principalmente artigos abordando temas variados, como: violência, academia piauiense de letras, a responsabilidade de ser imprensa dentre outros. Há também a publicação dos livros: Paulistana: 800 Dias de Progresso, publicado em junho de 1995 e Nosso Governo (História política, religiosa e administrativa de Itainópolis), publicado em junho de 1996 e José Bispo - Um mestre exemplar, publicado em setembro de 2004;  organizou o livro "Um tributo a Chico Barbosa", impresso por ocasião da sua morte em Maio de 2005. Foi editor do livro Sintonia do Amor, de autoria da professora Camila Maria da Silva e ainda Coordenou a publicação da revista do IV Seminário de Literatura Piauiense. Ainda tem concluído três monografias: A degradação do rio Guaribas no perímetro Urbano de Picos, apresentada no curso de especialização em Metodologia do Ensino Superior (AEDA) e, Coerência e Coesão nas redações escolares de 5ª a 8ª. Séries, apresentada no curso de especialização de Lingüística do Texto (UFRJ) e Coesão em textos jornalísticos, apresentado no curso de especialização em Lingüística (UFPI).

Atualmente, Chaguinha é coordenador da Secretaria de Educação do município de Geminiano; secretário da AMIPI; membro do conselho editorial do Jornal de Picos, membro da Loja Maçônica Segredo Força e união Picoense, Rotary Club de Picos, acadêmico do 9. Período de Engenharia Civil e presidente eleito da ALERP, ocupando a cadeira nº 04, cujo patrono é Justino Rodrigues da Luz (O Seu Justino) que foi um inegável defensor da sociedade picoense.

 

 

 

 

          

 

 

Seja o Primeiro a comentar esta matéria!
parceiros da ALERPwww.jornaldepicos.com.br
www.leiturartes.com.brwww.leiturartes.com.br
www.jornalista292.com.brwww.jornalista292.com.br
www.folhaatual.com.brwww.folhaatual.com.br
www.aroeirasnews.com.brAroeirasNews.com.br
parceiros da ALERPwww.portalfcs.com.br
parceiros da ALERPParceiro da academia de letras
parceiros da ALERPParceiro da academia de letras
parceiros da ALERPParceiro da academia de letras
parceiros da ALERPParceiro da academia de letras
www.academiadeletraspicos.com.brFale com o presidente
painel administrativoLogar no painel administrativo
leiturartes.com.brSite desenvolvido por Nonato Fontes
contato@leiturartes.com.br

© - Todos os direitos reservados a www.academiadeletraspicos.com.br