Domingo 23 de Setembro de 2018

Academia de Letras da Região de Picos - ALERP: "Guardiã da Cultura da Paz"

EDITORIAL INFORMATIVO ALERP Ed. Nº11 (NOV./2012)

Postado por: Francelina Macedo em 17/02/2013 as 11:59:09
EDITORIAL INFORMATIVO ALERP   Ed. Nº11 (NOV./2012)










Editorial rimado

 

Francelina Macedo

 

Eis em editorial rimado

Meu verso desconsolado

Utensílio pra dizer

Como está nosso Viver

 

É de Perda, ganho e luta

Num clima hostil que insulta

Do nascer ao entardecer

Ver-se a vida perecer.

 

Chuva cadê que não vem

Projeto até que é pra ter

Vem como nasce o mormaço

E murcham qual mossambê.

 

Depois que tira o quebranto

O ceu parece um manto

Sem chuva é desilusão

Para o povo do sertão.

 

Sofre gente e criação

Torra até erva daninha

Num sol de escravidão

Que a esperança mina.

 

Sentimento que aflora

Num chão de paz e de glória

Se nele o poeta mora

Sem pretender ir embora.

 

Dele retira o sustento

Muitos padecem ao relento

Uma sorte a escrever

Com tinta, barro e vergê.

 

 

          

 

 

Seja o Primeiro a comentar esta matéria!

© - Todos os direitos reservados a alerp.com.br